Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ibovespa cai pelo 4o dia, com mais pessimismo por Europa

Por Roberta Vilas Boas

SÃO PAULO, 19 Dez (Reuters) – A Bovespa teve nesta segunda-feira a quarta baixa seguida, em dia de exercício de opções, impactada por declarações do presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, e pelo comportamento negativo das blue chips Vale e Petrobras.

O Ibovespa caiu 1,42 por cento, a 55.298 pontos. O giro financeiro da sessão foi de 9,26 bilhões de reais, impactado pelo vencimento de opções sobre ações, que movimentou 4,01 bilhões de reais.

Em Nova York, os principais índices operavam em baixa a 15 minutos do fechamento, com o Dow Jones recuando 0,95 por cento, e o Standard & Poor’s perdendo 1,26 por cento.

“A bolsa abriu em alta e reverteu com os comentários do BCE tirando a esperança do mercado”, explicou a chefe de gestão de fortunas da Mirae Securities, Luciana Pazos. “A situação é bastante complexa e tira a esperança de um rali de fim de ano”, completou.

Draghi disse esperar que a economia da zona do euro se recupere muito gradualmente em 2012. Além disso, a instituição alertou que os riscos à estabilidade financeira na região cresceram consideravelmente no segundo semestre, apontando de forma mais clara para a preocupação com os efeitos de contágio.

Luciana lembrou que os ativos brasileiros estão baratos, o que poderia atrair os investidores, mas o cenário impede uma onda compradora.

“Como tem incertezas em todos os blocos – redução do crescimento na China, crise na Europa e os EUA sem uma recuperação mais rigorosa – o mercado fica bem sensível, com reação exagerada a qualquer notícia”, ressaltou.

No Ibovespa, pesaram as blue chips e o setor de construção. Gafisa desabou 12,97 por cento, a 4,43 reais, com preocupações dos investidores sobre seu endividamento.

Em mineração, a preferencial da Vale caiu 1,76 por cento, a 36,80 reais, enquanto MMX perdeu 3,4 por cento, a 6,26 reais. Em siderurgia, a Gerdau Metalúrgica desvalorizou 3,69 por cento, a 16,96 reais.

No setor de petróleo, a preferencial da Petrobras caiu 0,85 por cento, a 21,12 reais, enquanto OGX recuou 1,39 por cento, a 12,77 reais.

Na outra ponta, Klabin registrou a maior alta do dia, de 2,48 por cento, a 7,45 reais.

(Edição de Aluísio Alves)