Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Guido Mantega comemora dólar em alta

Para o ministro da Fazenda, real desvalorizado beneficia a indústria brasileira diante da concorrência mais acirrada dos importados

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, comemorou nesta segunda-feira a alta do dólar ante o real. Ele reiterou o argumento de que essa movimentação beneficia a indústria brasileira diante da concorrência mais acirrada dos importados, e que o governo nunca estabeleceu nenhum parâmetro para a moeda americana nem vai estabelecer.

“O dólar alto beneficia a economia brasileira porque dá mais competitividade aos produtores. Significa que a indústria brasileira pode competir melhor com os importados, que ficam mais caros, e pode exportar mais barato para o exterior. Portanto, não preocupa”, afirmou.

Diante do cenário externo mais conturbado, a cotação da divisa americana chegou a atingir 2 reais nesta tarde – o maior patamar intradia desde julho de 2009. Quando o dólar chegou a ser negociado em cerca de 1,60 real, o governo, por meio de intervenções do Banco Central e de medidas do Ministério da Fazenda, teve forte atuação para valorização da moeda brasileira.

Mantega aproveitou para rejeitar os rumores de que o governo teria determinado um patamar ideal para a divisa americana. “O governo nunca estabeleceu nenhum parâmetro para o dólar e não vai estabelecer. O dólar é flutuante, portanto, ele vai flutar de acordo com o mercado”, completou ele ao chegar ao edifício sede da Fazenda em Brasília.

(com Reuters)