Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Grupo Pão de Açúcar demite 3 mil funcionários no 2º trimestre

Cortes atingiram também outras empresas do grupo, como Ponto Frio e Casas Bahia

Por Da Redação 25 jul 2014, 13h01

O Grupo Pão de Açúcar (GPA) encerrou o segundo trimestre com 154 mil funcionários, depois de cortar 3 mil postos de trabalho entre abril e junho. A empresa informou que as demissões devem-se à estratégia de aumento de produtividade e fatores sazonais. Segundo o diretor financeiro do GPA, Christophe Hidalgo, a companhia está em “exercício contínuo de ganhos de produtividade”, especialmente nas áreas administrativas, de serviços de apoio e nos centros de distribuição.

Leia também:

Lucro do Pão de Açúcar cresce 97,8% no 1º semestre

Grupo Pão de Açúcar lança nova bandeira de minimercado

As demissões envolveram outras empresas do grupo como Ponto Frio, Casas Bahias, Casas Bahia Contact Center, Bartira e Via Varejo. Somente na Via Varejo, empresa de móveis e eletrodomésticos, o número de colaboradores em tempo integral caiu de 64.237 no primeiro trimestre para 62.378 no segundo trimestre. As informações foram divulgadas nesta sexta-feira pelo jornal O Estado de S. Paulo.

Leia ainda:

GM deve suspender contrato de 1.000 funcionários em São José dos Campos

Desemprego fica estável em Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo

Reestruturação – Como parte da estratégia de aumento de produtividade, o GPA anunciou em maio o fim das operações de lojas 24 horas. Segundo a companhia, a decisão foi baseada em estudos de comportamento dos consumidores, que apontaram baixa adesão às compras durante a madrugada. A empresa tinha 55 lojas deste tipo, que representavam 8% do total de suas unidades.

Continua após a publicidade
Publicidade