Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Governo reduz previsão e espera ‘pibinho’ de 0,81% em 2019

Revisão do indicador de crescimento da economia foi divulgada nesta sexta-feira pelo Ministério da Economia

Por da Redação
Atualizado em 12 jul 2019, 11h43 - Publicado em 12 jul 2019, 10h44

O Ministério da Economia revisou nesta sexta-feira, 12, a projeção oficial para o crescimento da economia brasileira neste ano. O Produto Interno Bruto (PIB) deve ficar em 0,81% em 2019. Com isso, a projeção foi cortada pela metade. Em maio, a estimativa da equipe econômica era de 1,6%. O dado consta no Panorama Macroeconômico da Secretaria de Política Econômica (SPE). 

As previsões de “pibinho” divulgadas nesta sexta ficaram próximas às do último Boletim Focus divulgado pelo Banco Central (BC) na segunda-feira. O relatório, feito com  base em análises de economistas do mercado financeiro, prevê crescimento de 0,82% para o PIB de 2019.  No fim de junho, em um relatório trimestral, o Banco Central também estimou o indicador abaixo dos 1%, em 0,82%. 

De acordo com o governo, as projeções não incorporam o efeito completo da reforma da Previdência e as novas medidas que “beneficiarão a economia no curto prazo”. O governo também revisou o crescimento da economia para 2020, de 2,5% para 2,2%.

O Ministério da Economia também revisou a projeção oficial para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) – indicador  oficial de inflação no país – em 2019, de 4,1% para 3,8%. No documento desta sexta, a SPE não divulgou seus parâmetros para a Selic (a taxa básica de juros) e o câmbio médio em 2019. 

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.