Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Golpistas usam Facebook para criar perfis falsos de bancos

Instituições financeiras alertam que atuam para inibir esse tipo de fraude

Em época de fakenews é preciso ter cuidado não apenas com as notícias falsas que circulam no Whatsapp ou em outras redes sociais, mas também com perfis não oficiais de instituições financeiras feitos por golpistas para enganar os usuários.

Só em fevereiro foram identificados mais de 30 perfis falsos no Facebook que dizem ser de grandes bancos, como Banco do Brasil e Itaú. A lista foi elaborada pelo laboratório DFNDR Lab, da PSafe, especializado em cibercrime.

Na página falsa do Facebook, há posts de serviços com links que encaminham o internauta para sites, também falsos, e então aplicar o golpe. Ao clicar nesses links e preencher os dados, a vítima dá acesso ao hacker à sua conta bancária, causando prejuízos financeiros.

O volume não é grande, porém mais de 1.000 pessoas curtiram ou estão seguindo essas páginas falsas de instituições financeiras.

“Nosso antivírus bloqueou mais de 1 milhão de páginas falsas apenas no Facebook em 2017. Acreditamos que isso vem acontecendo devido à possibilidade do cibercriminoso atrair as vítimas por meio de anúncios incentivados da página falsa, prática que permite, inclusive, segmentar o ataque para perfis mais vulneráveis de usuários”, explica Emílio Simoni, diretor do DFNDR Lab.

Além de se certificar qual é o canal oficial do seu próprio banco antes de curtir qualquer página e passar informações, há programas de segurança que bloqueiam o anti-phishing, como o DFNDR Security, disponível gratuitamente na Google Play. O sistema tem capacidade de analisar as ameaças e bloqueá-las.

Perfil falso no Banco do Brasil no Facebook

Perfil falso no Banco do Brasil no Facebook (Facebook/Reprodução)

Os bancos

O Itaú Unibanco informa que faz um monitoramento contínuo de perfis falsos nas redes sociais, além de trabalhar intensamente no processo de exclusão deles junto aos canais. A instituição afirma ainda que perfis oficiais do banco sempre terão o selo de verificação da própria rede. O banco reforça que não entra em contato por telefone, e-mail ou redes sociais para atualizar cadastro, solicitar dados do cartão, senhas, códigos de segurança ou de iToken.

No site Medium, o Itaú mantém dicas de segurança, como não clicar em links suspeitos e manter o aplicativo atualizado.

O Banco do Brasil informa que monitora, constantemente, o surgimento de perfis falsos e atua em conjunto com as redes sociais para inibir esse tipo de ação e que reforça as orientações de segurança aos usuários e a maneira de reconhecer os perfis oficiais do banco, identificados pelo selo de certificação.

Em sua página oficial do Facebook, o Banco do Brasil disponibiliza dicas de segurança, como não clicar em links recebidos por e-mail, SMS ou em redes sociais.




Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Eu vim dando risada, achando que estavam falando do Temer…Chateado!

    Curtir