Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Gastos com refugiados estão ajudando a economia da Alemanha

Avanço no último trimestre também foi estimulado pela queda do preço do petróleo, que aumentou o poder de compra das famílias, segundo o BC alemão

A Alemanha continuou a se expandir em ritmo constante nos últimos meses de 2015, em movimento alimentado pelos gastos com refugiados e a maior renda disponível, informou o Banco Central da Alemanha (Bundesbank) em seu relatório mensal, divulgado nesta segunda-feira.

O BC alemão disse que a queda nos preços do petróleo impulsionou o poder de compra das famílias, enquanto os gastos oficiais com refugiados também apoiaram o crescimento durante o trimestre. A expansão econômica no quarto trimestre veio em linha com os trimestres anteriores, segundo o Bundesbank, após taxas de crescimento de 0,3% no terceiro trimestre e de 0,4% no segundo.

“O consumo privado continuou a ser apoiado pelo aumento significativo no emprego e nos salários”, afirmou o relatório. Os preços mais baixos da energia e dos combustíveis impulsionaram os gastos dos consumidores, acrescentou o documento.

O número de refugiados na Alemanha, que partiram especialmente da Síria, deve passar de 1 milhão de pessoas em 2015. O maior gasto do governo com eles estimula o consumo, o que injeta mais dinheiro na economia.

Leia também:

Funcionários da Pepsi são detidos na Venezuela após suspensão de produção

(Com Estadão Conteúdo)