Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Franceses poderão ignorar e-mails, sms e ligações após expediente

Mudança na lei trabalhista prevê que empresas deverão entrar em acordo com funcionários sobre horários para que eles fiquem desconectados

Por Da redação 2 jan 2017, 15h17

Os trabalhadores franceses passaram a ter o direito de não abrir e-mails, sms ou atender ligações de trabalho após o expediente. Uma alteração na lei trabalhista do país europeu que entrou em vigor no último domingo estabelece que as empresas com 50 ou mais empregados deverão negociar com os seus funcionários sobre os horários em que eles precisam estar disponíveis fora do ambiente de trabalho. Se as partes não entrarem em acordo, a empresa deverá criar regras escritas sobre o uso de equipamentos eletrônicos e disponibilizá-la aos empregados.

A nova regra trabalhista diz que as empresas deverão criar meios para supervisionar e controlar o uso de aparelhos eletrônicos pelos funcionários “tendo em vista garantir o respeito ao tempo de repouso e de folga, assim como a vida pessoal e familiar”. A mudança na lei foi aprovada na metade do ano passado, junto com outras alterações nas regras trabalhistas, e não prevê punições para as empresas que descumprirem a medida.

Cerca de 37% dos trabalhadores no país usam aparelhos eletrônicos fora do expediente, segundo dados de um estudo de setembro do último ano feito pela consultoria francesa Éléas e também citado em uma nota do Ministério de Trabalho Francês.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)