Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

FMI nomeia ex-conselheiro de Obama como economista-chefe

Maurice Obstfeld deve ocupar o lugar de Olivier Blanchar, que comandava a área econômica da instituição desde 2008

O americano Maurice Obstfeld, um dos conselheiros econômicos do presidente Barack Obama, foi nomeado economista-chefe do Fundo Monetário Internacional, anunciou o organismo nesta segunda-feira. Obstfeld, professor de economia, substituirá, a partir de setembro, o francês Olivier Blanchard, que ocupa o cargo desde setembro de 2008. Blanchard deixa o fundo para integrar o Peterson Institute for International Economics.

Doutor em Economia pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT), Obstfeld também é professor na Universidade da Califórnia, em Berkeley. O economista foi assessor econômico do presidente Barack Obama, além de assessor no Instituto de Estudos Monetários e Econômicos do Banco do Japão. Entre seus trabalhos estão dois livros: um escrito em coautoria com Kenneth Rogoff (que já esteve no FMI), e outro com Paul Krugman e Marc Melitz.

LEIA TAMBÉM:

Grécia pode precisar de mais ajuda do que se pensava, diz economista-chefe do FMI

Blanchard iniciou o trabalho no FMI 15 dias antes do colapso da Lehman Brothers, em 2008, e atravessou o conturbado período da crise financeira. A participação do fundo nos programas de intervenção na Grécia, Irlanda, Portugal, Espanha (intervenção nos bancos) e Chipre tornou-se a face mais visível da atuação da instituição ao longo dos últimos anos.

Christine Lagarde disse, em comunicado, que “as credenciais acadêmicas e a vasta experiência internacional” tornam Obstfeld “bem posicionado para fornecer liderança intelectual ao FMI neste momento importante”. A diretora do fundo destaca ainda que o norte-americano é considerado “um dos macroeconomistas mais influentes do mundo”.

(Da redação)