Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Fiat dá férias coletivas para 2 mil trabalhadores em Betim

Necessidade de equilibrar estoques e se adequar à demanda do mercado motivou decisão, diz a fabricante. Unidade mineira possui 19 mil funcionários

A partir de segunda-feira, a Fiat dará férias coletivas de 20 dias a 2 mil funcionários da fábrica de Betim (MG), de um total de 19 mil trabalhadores. Na semana passada, a montadora chegou a paralisar sua produção em razão de falta de peças por causa da greve dos caminhoneiros. No período, deixou de fabricar quase 6 mil veículos.

A fabricante alega necessidade de equilibrar estoques e se adequar à demanda do mercado. Nesta quinta-feira, a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) divulga o estoque total do setor.

Leia mais:

Venda de veículos novos no Brasil despenca em fevereiro, indica Fenabrave

Queda nas vendas motiva novos cortes no setor automotivo

Volkswagen readmite 800 funcionários e greve de 10 dias acaba

Crise – No Brasil, as vendas de veículos no primeiro bimestre caíram 23% em relação a igual período de 2013, segundo dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). No segundo mês de 2015, foram emplacadas 185.961 unidades, o pior desempenho para o mês desde 2007 – resultado prejudicado pelo menor número de dias úteis, devido ao feriado de Carnaval.

Soma-se a isso o fim da alíquota reduzida do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) desde janeiro, o crédito mais caro e mais seletivo e a baixa confiança dos consumidores e empresários, devido á economia ruim e ao ajuste fiscal determinado pela nova equipe econômica.

Para tentar driblar a crise, grande parte da montadoras opera atualmente com medidas de corte de produção. Outras alternativas são a promoção de férias coletivas, lay-off (suspensão de contratos) e Programa de Demissão Voluntária (PDV).

(Com Estadão Conteúdo)