Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Fiat Chrysler é investigada nos EUA por supostas vendas infladas

A denúncia de que a montadora ítalo-americana manipula dados mensais de vendas partiu de uma concessionária de veículos do Estado de Illinois

Por Da redação 19 jul 2016, 09h49

Autoridades nos Estados Unidos iniciaram uma investigação para apurar se a Fiat Chrysler estaria inflando números de vendas. Em reação à notícia, as ações da empresa tinham queda de mais de 3% na Bolsa de Milão por volta das 5h20 (de Brasília).

A denúncia de que a montadora ítalo-americana manipula dados mensais de vendas partiu de uma concessionária de veículos do Estado de Illinois, segundo fontes com conhecimento do assunto. Em janeiro, a concessionária abriu processo contra a Fiat Chrysler, alegando que a empresa compensa financeiramente varejistas que falsificam números de vendas. Em março, a montadora classificou o processo como “sem fundamento”.

Leia também:
Mercado elabora cenários pós-impeachment
Ações da Petrobras têm seu maior valor em um ano e animam Bovespa

A investigação contra a Fiat Chrysler está sendo conduzida pelo Departamento de Justiça dos EUA e pela Securities and Exchange Commission (SEC, a comissão de valores mobiliários do país).

Nesta segunda-feira, a Fiat afirmou que está colaborando com a investigação e ressaltou que seus resultados financeiros anuais e trimestrais são atrelados a entregas de veículos para concessionárias, e não a vendas para consumidores finais.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade