Clique e assine a partir de 8,90/mês

EUA: Fed admite que recuperação da economia será muito lenta

Por Brendan Smialowski - 20 jun 2012, 14h11

O Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) anunciou nesta quarta-feira que considera agora que a recuperação da economia americana será “muito” lenta, após alguns trimestres de crescimento moderado.

O Comitê de Política Monetária do Fed (FOMC), que reafirmou paralelamente sua política de flexibilização monetária, disse que está “disposto a tomar medidas adicionais se for necessário, para promover uma reativação econômica mais forte”.

O banco disse ainda que prolongará seu programa de intercâmbio de bônus do Tesouro americano até o final do ano, com o objetivo de reduzir ainda mais as taxas de juros de longro prazo.

Para manter no patamar mínimo as taxas a curto prazo, a entidade planeja manter sua taxa básica em quase zero até o final de 2014, nível que já é mantido há três anos e meio. Um dirigente do Fed, Jeffrey Lacker, se opôs às medidas adotadas pelo Comitê de Política Monetária.

A Bolsa de Nova York acentuou sua queda após os anúncios.

Às 16H35 GMT (13H35 de Brasília), o Dow Jones Industrial Average cedia 0,54% (-68,87 pontos), a 12.768,46 pontos, contra -0,18% minutos antes de finalizar a reunião do banco central, enquanto que o Nasdaq perdia 0,51% (14,87 pontos), a 2.914,89 pontos, contra -0,26% antes.

O euro também acelerou seu recuo após anúncios do Fed.

Continua após a publicidade
Publicidade