Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Espanha decide não pedir resgate da UE

Anúncio foi feito pelo primeiro-ministro do país, Mariano, Rajoy, que não a possibilidade de pedido de ajuda no futuro

O primeiro-ministro da Espanha, Mariano Rajoy, disse nesta quarta-feira que o governo espanhol decidiu que não vai pedir um pacote de resgate da União Europeia (UE) por enquanto, mas se reserva o direito de rever sua posição no futuro.

“O fato de que não tomarmos a decisão não significa que nunca o faremos”, disse Rajoy no Parlamento. “Há um mecanismo (de ajuda) que está lá porque (o presidente do Banco Central Europeu, Mario) Draghi o disponibilizou para qualquer país usá-lo.”

Os comentários de Rajoy foram feitos num momento em que os custos de financiamento da Espanha permanecem elevados, mas bem abaixo dos recordes registrados em vários anos, atingidos meses atrás.

Leia também:

Espanha deve ter desempenho pior no 4º trimestre, diz ministro

UE aprova reestruturação de bancos da Espanha

Grécia receberá ajuda de 34,3 bi de euros na quarta-feira

Exportações e aumento de salários são esperança para zona do euro

O yield (retorno ao investidor) do bônus espanhol de dez anos caiu para 5,5% nas últimas semanas, de mais de 7%, depois de o BCE anunciar, em setembro, um novo programa para compra de papéis de dívidas soberanas. No entanto, o spread em relação ao bônus equivalente da Alemanha – o chamado “prêmio de risco” – está hoje em torno de 400 pontos-base, um nível ainda considerado excessivo por autoridades em Madri.

O programa do BCE, conhecido como Transações Monetárias Completas (OTMs, na sigla em inglês), só pode ser ativado quando governos da zona do euro fizerem um pedido oficial de ajuda. Draghi foi convidado para dar detalhes do programa no Parlamento espanhol, o que deve ocorrer em janeiro ou fevereiro.

Em relação à visita, Rajoy disse estar ansioso para conhecer o programa com mais profundidade. “Há algo que eu gostaria de saber”, disse Rajoy. “Você pode dar a esta câmara certeza absoluta de que o prêmio de risco cairá em 250 pontos-base (após um eventual pedido de ajuda)? Você tem certeza? Isso está escrito em algum lugar, em algum documento? É muito importante que esta câmara saiba tudo isso.”

(com Estadão Conteúdo)