Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Eike reduz mais sua participação na OGX

Empresário agora detém 57,18% da petroleira. Movimento faz parte de estruturação dos negócios do grupo EBX

O empresário Eike Batista, controlador da petroleira OGX, reduziu sua fatia na companhia em junho para 57,18%, segundo informações enviadas à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) nesta quarta-feira. A participação anterior de Eike era de 58,92%.

Foram realizadas operações de venda, entre os dias 7 e 13 de junho, de 56,16 milhões de papéis em um total de 75,37 milhões de reais. Em 13 de junho, Eike disse que não tinha intenção de vender em bolsa mais ações da sua petroleira, após se desfazer de papéis da companhia no fim de maio, o que, na ocasião, aumentou a desconfiança de investidores sobre a empresa.

Leia mais: Futuro da OGX foi escrito por Eike 5 anos atrás

Em comunicado divulgado nesta quinta-feira por meio de sua assessoria de imprensa, o grupo EBX afirma que a venda das ações faz parte do processo de reestruturação do grupo. “A alienação dessa parcela final das ações de emissão OGX foi realizada no processo de conclusão de reestruturação do grupo já encerrado no próprio mês de junho. Conforme oficialmente informado no comunicado do dia 13 de junho pela EBX, não houve e nem haverá qualquer venda adicional”, diz o comunicado.

Leia ainda: Minoritários querem bloqueio de bens de Eike Batista

CVM apura mais de 15 casos envolvendo empresas de Eike

Desde o ano passado, as campanhas exploratórias da OGX têm obtido resultados muito inferiores ao estimados pela companhia. No começo do mês, a empresa anunciou que poderá interromper a produção de óleo em três de seus campos de petróleo, além de já ter pedido a interrupção da construção de cinco plataformas e avisado que não investiria mais em aumento da produção dos poços do campo de Tubarão Azul.

As sucessivas frustrações com a produção e a queima de caixa da OGX têm motivado forte queda de suas ações, contagiando outras companhias de Eike listadas na Bovespa. Mesmo em alta nesta quinta-feira, os papéis da OGX já estão há semanas cotados abaixo de 1 real cada.

De saída – Também na quarta-feira, a OGX e OSX anunciaram a saída de conselheiros, inclusive do pai de Eike. Samir Zraick e Luiz do Amaral de França Pereira deixaram o Conselho de Administração da OGX. Ao mesmo tempo, a OSX, estaleiro do grupo, também anunciou a renúncia de quatro conselheiros: Pereira, Zraick, Eliezer Batista (pai do empresário) e Rodolpho Tourinho. O próprio Eike anunciou na semana passada sua saída do Conselho da MPX, empresa de energia do grupo EBX.

(com agência Reuters)