Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dólar sobe 1% com indicadores fracos da China

Receio de desaceleração da economia global leva moeda a voltar ao patamar dos R$ 3,84; bolsa paulista recua após ter batido recorde na véspera

Após quatro dias seguidos de queda, o dólar subiu nesta quinta-feira, 14, e fechou o pregão com alta de 0,91%. O preço da moeda norte-americana atingiu 3,84 reais em seu valor de venda.

A valorização foi impulsionada por nova rodada de preocupações com o ritmo da economia global. Dados da produção industrial da China ficaram aquém do esperado e reforçaram a percepção de desaceleração da segunda maior economia do mundo.

A economia chinesa influencia moedas emergentes como o real. “Por enquanto, a tendência é para cima. À medida que forem saindo notícias boas, o dólar recua”, afirmou Marcos Trabbold, especialista em câmbio da B&T Corretora. 

Após ter batido recorde na quarta-feira, 13, o Ibovespa oscilou para baixo nesta quinta à espera da reforma da Previdência. O pregão encerrou com baixa de 0,30%, aos 98.604,67 pontos.

Embora a confiança no avanço da reforma não tenha se dissipado, faltou, segundo operadores do mercado financeiro, notícia nova que impulsionasse o indicador. Ainda assim, o índice acumula ganho de 3,16% neste mês.

(Com Estadão Conteúdo)