Clique e assine a partir de 9,90/mês

Dólar cai a R$ 1,745 e acumula baixa de 6,63% no mês

Por Da Redação - 31 jan 2012, 15h57

Por Silvana Rocha, da Agência Estado

São Paulo – Após cair a R$ 1,7330 (-0,91) sob efeito do pacto fiscal assinado ontem por 25 dos 27 países da União Europeia e que reconduziu o euro hoje cedo à máxima de US$ 1,3216, o dólar à vista no mercado de balcão inverteu a mão e subiu até R$ 1,7530 (+0,23%) no começo da tarde. A virada de sinal acompanhou a inversão do euro para queda até uma mínima intradia de US$ 1,3042.

Esse quadro expressou a retomada da cautela nos mercados, diante da queda da confiança do consumidor norte-americano em janeiro e também da atividade industrial na região de Chicago. Ambos os dados corroboram a percepção dos investidores de que o crescimento global poderá continuar anêmico neste ano. No entanto, pouco antes do fim da sessão, o dólar voltou a recuar ante o real, sem muita força, porém, confirmando o fluxo favorável na sessão.

No fechamento, o dólar à vista cedeu 0,23%, a R$ 1,7450 no balcão. Em janeiro e no ano, a desvalorização acumulada é de 6,63%. Na BM&F, a moeda spot terminou com baixa de 0,23%, cotada a R$ 1,7459. Este resultado ampliou a perda no mês e ano, até o momento, para 6,36%.

Continua após a publicidade

Como hoje foi de dia de formação da taxa Ptax de fim de mês, que servirá amanhã para a liquidação do dólar fevereiro 2012, a movimentação em torno da rolagem de contratos futuros elevou os volumes de negócios.

De outro lado, a fraqueza do dólar na primeira parte dos negócios coincidiu com o período de coleta de taxas para a formação da Ptax, que terminou em baixa de 0,67%, a R$ R$ 1,7391 – contrariando interesses de investidores, que vinham carregando grande posição comprada em dólar, como bancos e estrangeiros.

No mercado externo, a negociação entre Grécia e credores privados para redução da dívida do país continua indefinida e o ministro de Finanças da Holanda, Jan Kees de Jager, sinalizou que a própria Grécia possui a chave para resolver sua situação e a solução deve ser atingida em dias.

Publicidade