Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dólar cai 2,59% em outubro e interrompe série de três meses de alta

Incertezas políticas e econômicas seguem dominando o humor dos investidores, e cotação oscila ao sabor de negócios de baixo volume

O dólar fechou esta sexta-feira em alta em relação ao real, em uma sessão marcada por muitas oscilações e baixo volume de negócios. Mas, no acumulado de outubro, a cotação recuou, o que interrompeu uma sequência de três meses seguidos de valorização.

Com a alta de 0,23%, o dólar fechou negociado por 3,86 reais na venda. No mês, a queda foi de 2,59%. Foi o maior recuo mensal do dólar desde abril, quando a cotação caiu 5,57%.

“O mercado deve continuar na defensiva e vai olhar mais para o cenário interno”, disse o operador de câmbio da corretora Spinelli José Carlos Amado. “Se a situação no Congresso continuar difícil, o dólar pode voltar a encostar em 4 reais.”

Nos últimos dias, os mercados brasileiros viveram uma fase de poucos negócios, com investidores evitando fazer grandes operações por causa das incertezas políticas e econômicas. A estratégia defensiva também foi adotada depois de o Federal Reserve, o banco central americano, sinalizar que pode elevar os juros em dezembro.

O resultado é que operações pequenas têm sido capazes de influenciar as cotações do dólar, tendência que ficou ainda mais forte no fim do mês. No ano, o dólar ainda acumula forte alta, de 45,29%.

Leia mais:

Bancos ganham estímulo para financiar mais de 80% do valor do imóvel

Construção civil deve perder mais de meio milhão de vagas em 2015

(Com Reuters)