Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

CVM amplia prazo de defesa do Banco PanAmericano

Administradores do banco são acusados de manipulação contábil e terão agora até 7 de maio para se defender

Por Da Redação 25 abr 2014, 15h10

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) ampliou o prazo de defesa de administradores do antigo Banco PanAmericano para até 7 de maio em um processo administrativo movido pela autarquia, segundo despacho publicado no Diário Oficial desta sexta-feira.

O processo apura eventuais irregularidades na elaboração, análise e divulgação de informações financeiras do banco, “que teriam sido objeto de manipulação contábil”. Entre os acusados, também estão membros do Conselho Fiscal e de órgãos técnicos e consultivos do banco. Fazem parte do grupo a Silvio Santos Participações e ex-executivos do Panamericano, como Adalberto Savioli e Rafael Palladino.

Leia também:

Banco Rural é multado por vínculo com offshore

CVM multa em R$ 1,4 milhão a Cruzeiro do Sul Corretora

Em 2010, o Banco PanAmericano se viu em dificuldades após a descoberta de inconsistências contábeis. Na época, o Grupo Silvio Santos, então controlador do banco, anunciou aporte de 2,5 bilhões de reais, obtidos com o Fundo Garantidor de Crédito (FGC), para cobrir os problemas identificados na instituição. No ano seguinte, o BTG Pactual comprou a totalidade da participação do Grupo Silvio Santos no PanAmericano. Atualmente o banco é chamado de Banco Pan.

(com agência Reuters)

Continua após a publicidade
Publicidade