Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Crise atingiu dimensão sistêmica, alerta Trichet

Por Da Redação 11 out 2011, 09h50

Por Álvaro Campos

Frankfurt – O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Jean-Claude Trichet, alertou hoje que a crise da zona do euro “atingiu uma dimensão sistêmica” e disse que os governos do bloco precisam avançar rapidamente com as reformas fiscais e a recapitalização coordenada dos bancos.

“Nós estamos no epicentro de uma crise global”, disse Trichet em Bruxelas, falando como presidente do Conselho Europeu de Risco Sistêmico (ESRB, na sigla em inglês). Ele afirmou que a crise da dívida soberana se espalhou para o sistema bancário e também “para alguns dos maiores países da União Europeia”, alertando para “um significativo risco de contágio, que cresce rapidamente e ameaça a estabilidade financeira da UE”.

Os comentários marcam uma mudança de tom no discurso do presidente do BCE. Em uma entrevista à imprensa realizada no mês passado, Trichet alertou contra uma dramatização da situação no setor bancário. Hoje, ele destacou que é necessária uma decisão clara e coordenada sobre a recapitalização dos bancos europeus.

Segundo Trichet, seria benéfico que a Linha de Estabilidade Financeira Europeia (EFSF, na sigla em inglês) pudesse emprestar para governos, para que eles recapitalizassem seus bancos. Ele afirmou ainda que a EFSF deveria ser o mais aberta e flexível possível, tendo uma alavancagem apropriada.

Mas Trichet reafirmou que é contra alavancar a EFSF por meio do BCE, afirmando que os governos têm capacidade para alavancar o fundo de resgate por contra própria. As informações são da Dow Jones.

Continua após a publicidade
Publicidade