Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

CPI do BNDES blinda convocação de Lula

Por 16 votos contra 11, requerimento que pedia a convocação do ex-presidente para se explicar na Câmara sequer entrou na pauta de votação

Em sessão nesta quinta-feira, deputados da CPI do BNDES blindaram o ex-presidente Lula de convocação para prestar depoimento sobre sua atuação para facilitar negócios de empreiteiras brasileiras no exterior, por meio de financiamentos do banco de fomento.

Em sessão nesta quinta-feira, deputados da CPI do BNDES blindaram o ex-presidente Lula de convocação para prestar depoimento sobre sua atuação para facilitar negócios de empreiteiras brasileiras no exterior, por meio de financiamentos do banco de fomento.

Um requerimento de autoria dos deputados Miguel Haddad (PSDB-SP) e Betinho Gomes (PSDB-PE) pedindo a convocação de Lula teve assinaturas suficientes para entrar em pauta na reunião desta quinta. No entanto, o presidente da CPI, deputado Marcos Rotta (PMDB-AM), questionou o fato de parte das assinaturas serem de suplentes, e não dos próprios deputados, o que, segundo dele, fere o regimento.

Com a negativa em relação às assinaturas, a simples entrada do requerimento na pauta do dia precisou de votação dos deputados presentes. Mas a maioria, composta por petistas e aliados, blindou o ex-presidente. Foram 16 votos contra a entrada do requerimento na pauta, e 11 a favor.

Leia mais:

Depoimento de ex-dono de frigorífico reaviva CPI do BNDES

JBS compra unidade de suínos da Cargill nos EUA

Relatório do BNDES defende investimentos no JBS

Abilio – A CPI também rejeitou o requerimento para convocar o empresário Abilio Diniz, presidente do Conselho de Administração da BRF. O pedido rejeitado, de autoria do deputado José Rocha (PR-BA), relator da comissão, solicitava que o empresário falasse sobre operações com o BNDES.