Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Com variante delta, dados de seguro desemprego nos EUA sobem e surpreendem

Foram 419.000 pedidos na semana passada, acima dos 350.000 estimados pelo mercado; novos casos de Covid aumentam volatilidade da economia americana

Por da Redação Atualizado em 22 jul 2021, 11h47 - Publicado em 22 jul 2021, 11h40

Os dados de emprego dos Estados Unidos costumam ser esperados com atenção pelo mercado financeiro, já que dão sinais do dinamismo da maior economia do mundo. Nesta quinta-feira, 22, os números do Departamento de Trabalho dos EUA, trouxeram um aumento inesperado dos pedidos: foram solicitados 419.000 benefícios na semana encerrada em 17 de junho, um um aumento de 51.000 em relação à semana anterior e o maior dado desde março. 

Com o aumento de casos de Covid-19 causados pela variante delta, que se tornou a dominante no país, e deve tornar os dados de emprego e da retomada da economia mais voláteis nos próximos meses, apesar de não haver sinalização do fechamento de atividades, como ocorreu durante o ano passado. Nesta semana, por exemplo, economistas consultados pela Bloomberg esperavam 350.000 novos pedidos de auxílio-desemprego.

Enquanto isso, os casos de solicitações contínuas, ou seja, quando os trabalhadores norte-americanos recebem o benefício por duas ou mais semanas, caiu 29 mil, para 3,236 milhões. O resultado, apesar de sinalizar queda, veio acima do esperado pelos economistas, que projetavam para 3,1 milhões de pedidos.

Após a divulgação dos dados, as bolsas americanas operam sem direção definida. Por volta das 11h40, o S&P estava no zero a zero, enquanto o Dow Jones recuava 0,13% e o índice Nasdaq avançava 0,30%.

Continua após a publicidade
Publicidade