Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

China investirá em projeto bilionário de energia renovável no Lesoto

Johanesburgo, 1 nov (EFE).- Lesoto, um dos países mais pobres da África Meridional, planeja construir parques hidrelétricos e eólicos no valor de 11 bilhões de euros com financiamento chinês, informou nesta terça-feira o site do jornal sul-africano ‘Mail and Guardian’.

As autoridades acreditam que o projeto, que a publicação qualificou como o maior da África, sirva de incentivo para potencializar a economia deste país, onde quase metade de seus dois milhões de habitantes sobrevive com menos de um euro por dia.

‘Graças a este projeto, nosso país pode passar de um dos menos desenvolvidos para se transformar em uma economia emergente’, afirmou ao jornal Monyane Moleleki, ministro de Recursos Naturais de Lesoto.

De acordo com o ‘Mail and Guardian’, o objetivo é gerar seis mil megawatts de energia eólica e quatro mil a partir de recursos hídricos, o que equivale a 5% das necessidades elétricas da própria África do Sul.

O parque eólico será instalado nas montanhas de Maluti, de mais de três mil metros de altura, uma região cujos maiores inconvenientes são suas baixas temperaturas invernais – de até 20 graus abaixo de zero – e a taxa de impactos de raios, uma das mais altas do mundo.

A previsão é que o investimento seja realizado ao longo dos próximos dez ou 15 anos e que gere neste período 25 mil postos de trabalho.

Além disso, a expectativa é que a construção de infraestruturas nessas montanhas – praticamente desabitadas, mas que abrigam uma grande riqueza de fauna e flora que poderia ser afetada pelo projeto – acabe com o isolamento das populações rurais. EFE