Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

China exorta EUA a deterem projeto cambial protecionista

Por Da Redação 12 out 2011, 16h00

Por Chris Buckley

PEQUIM (Reuters) – A China exortou o governo Obama a bloquear um projeto de lei destinado a pressionar Pequim a elevar o valor do iuan, aumentando o risco de novas tensões entres as duas maiores economias do mundo, ainda que os alertas de “guerra comercial” continuem sendo só conversa.

Os esforços de Washington para dobrar os chineses podem ter o efeito oposto, pelo menos por hora. Investidores em moeda já estão computando o risco de que a China possa apertar a rédea do iuan para demonstrar seu controle sobre a moeda.

O projeto de lei é uma medida protecionista que “viola gravemente os regulamentos da Organização Mundial do Comércio”, disse Ma Zhaoxu, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, depois que o Senado dos EUA aprovou o texto por 63 votos a 35 e o enviou para a Câmara.

“A China exorta o governo dos Estados Unidos, o Congresso e todas as partes a se oporem resolutamente ao uso de legislação local para criar uma confusão e fazer pressão na taxa de câmbio renminbi”, disse Ma em comentários no site do Ministério (www.mfa.gov.cn).

O “renminbi”, ou “moeda do povo”, é outro nome para o iuan.

A legislação irá “interromper os esforços conjuntos da China e dos Estados Unidos, assim como da comunidade internacional, para estimular a recuperação vigorosa e o crescimento da economia global”, afirmou Ma.

Continua após a publicidade

Sua condenação foi ecoada pelo Ministério do Comércio da China e pelo Banco do Povo da China, o banco central chinês, que disse que a taxa de câmbio do iuan é “razoável”.

Autoridades chinesas e a mídia alertaram que a legislação pode desencadear uma “guerra comercial” de retaliações mútuas e protecionismo crescente.

A agência de notícias oficial Xinhua afirmou nesta quarta-feira que “o que o Senado dos EUA fez plantou uma bomba-relógio que pode detonar uma potencial guerra comercial”.

CASA BRANCA

A Casa Branca, por sua vez, informou nesta quarta-feira que está conversando com legisladores dos EUA para resolver questões sobre o projeto.

“Se a legislação estiver para avançar, essas preocupações serão tratadas devidamente”, afirmou o secretário de imprensa da Casa Branca, reiterando a opinião de Washington de que a China precisa tomar medidas para desvalorizar o iuan.

O Senado dos Estados Unidos aprovou um controverso projeto de lei para castigar a China por manter sua moeda desvalorizada, num esforço para proteger os empregos norte-americanos, e o enviou à Câmara dos Deputados, onde seu destino é incerto.

Continua após a publicidade

Publicidade