Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Casino, dono do Pão de Açúcar, nega proposta de fusão com Carrefour

Grupo varejista francês reiterou confiança em sua estratégia de mercado

Por Estadão Conteúdo Atualizado em 23 set 2018, 22h33 - Publicado em 23 set 2018, 22h20

O grupo varejista francês Casino, dono do Pão de Açúcar, revelou neste domingo que foi contactado pelo Carrefour para uma possível fusão, e que rejeitou a proposta. Em comunicado, o Casino disse que seu conselho de administração realizou uma reunião neste domingo e “reiterou sua total confiança na estratégia do grupo para criação de valor, com base em seu posicionamento único de mercado”.

O Casino disse também que pretende tomar todas as medidas necessárias para defender os interesses corporativos e a integridade estrutural do grupo. Segundo a companhia, o conselho de administração também reconheceu “barreiras para uma fusão com o Carrefour, tanto na França quanto no Brasil, principalmente em termos de concorrência e emprego”, e rejeitou a proposta por unanimidade.

O grupo observou ainda que a abordagem do Carrefour ocorre num momento em que as ações do Casino vêm sendo pressionadas por um “movimento especulativo coordenado de escala inédita” nos últimos meses.

A união os grupos já havia sido sugerida em 2011 pelo empresário brasileiro Abilio Diniz, que na época era presidente do conselho de administração do Grupo Pão de Açúcar, que tinha o Casino como sócio – na época, a empresa da França negou com firmeza a proposta. Diniz vendeu o Pão de Açúcar ao Casino em 2013 e virou membro do conselho de administração do Carrefour. 

Continua após a publicidade

Publicidade