Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Brasil perde 41 posições em ranking sobre liberdade de imprensa

Paris, 25 jan (EFE).- O Brasil perdeu 41 postos na classificação anual da organização Repórteres Sem Fronteiras (RSF) sobre liberdade de imprensa, documento que foi publicado nesta terça-feira.

A maior queda de um país latino-americano, no entanto, foi a da Chile, que parou na 82ª colocação ao perder 47 postos. Por outro lado, Cuba e México continuaram ocupando as piores posições do continente, respectivamente em 167º e 149º entre as 179 nações analisadas.

Com a grande perda de posições, o Brasil chegou à 99ª posição, essencialmente por causa da violência que a imprensa sofre na região nordeste e na zona fronteiriça com o Paraguai.

O país também é prejudicado pela corrupção local, a atividade do crime organizado e os atentados contra o meio ambiente, todos eles perigosos para os jornalistas.

RSF lembrou que três jornalistas morreram no Brasil em 2011 e, embora tenha reconhecido avanços na luta contra a impunidade, detectou também substanciais diferenças em função das regiões com grandes pressões dos poderes locais.

No caso do Chile, a RSF indicou que a revolta estudantil evidenciou os ataques físicos ou através da internet e os atentados contra redações, que se somaram à violência que sofreram alguns repórteres. EFE