Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

BOVESPA-Índice tem volatilidade, seguindo mercados externos

SÃO PAULO, 19 Abr (Reuters) – A volatilidade marcava o pregão da Bovespa nesta quinta-feira, seguindo o comportamento dos mercados externos, que reagiam a indicadores ruins, se contrapondo a balanços corporativos acima do esperado nos Estados Unidos.

Às 12h50, o Ibovespa tinha estabilidade, a 63.017 pontos. O giro financeiro do pregão era de 2,4 bilhões de reais.

Nos mercados externos, o índice norte-americano Dow Jonessubia 0,1 por cento. O europeu FTSEurofirstfechou em baixa de 0,45 por cento.

Nos EUA, as vendas de moradias usadas recuaram 2,6 por cento em março, enquanto o índice de atividade do Federal Reserve (banco central) da Filadélfica caiu para 8,5.

Entre os resultados, o Bank of America teve lucro líquido de 653 milhões de dólares, enquanto o Morgan Stanley amargou perdas no primeiro trimestre, após uma regra contábil ter custado ao banco 2 bilhões, mas elevou receitas com trading.

“Lá fora as bolsas continuam com muita volatilidade, por indicadores ruins nos EUA. Mas aqui o corte de juros também influencia e o mercado não sabe muito para onde ir”, disse José Goés, analista na Stock Asset.

Na noite da véspera, o Comitê de Política Monetária decidiu por unanimidade nesta quarta-feira reduzir a Selic em 0,75 ponto percentual, para 9 por cento ao ano.

Segundo a economista Marianna Costa, da Link Investimentos, essa redução aliada a queda nos spreads bancários sugere que haverá um aumento no crédito e consumo.

“Empresas ligadas ao consumo interno estão tendo uma performance melhor, ao contrário das companhias de commodities, que estão mais ligadas ao cenário externo, onde a expectativa ainda é de baixo crescimento”, disse.

Entre empresas voltadas ao mercado interno, Rossisubia 2,4 por cento, a 9,37 reais, Cyrela ganhava 0,9 por cento, a 17,65 reais, B2W valorizava 2,3 por cento, a 8,52 reais. BR Malls tinha ganho de 1,7 por cento, a 23,79 reais.

No setor de commodities, OGX recuava 2,1 por cento, a 13,16 reais. A preferencial da Petrobrasperdia 0,4 por cento, a 21,67 reais, enquanto a da Valetinha estabilidade, a 42,23 reais.(Por Roberta Vilas Boas; Edição de Aluísio Alves)