Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bolsonaro espera atrair R$ 7 bi em investimentos em infraestrutura

Doze aeroportos, uma ferrovia e quatro terminais portuários serão leiloados, em sequência de Programa de Parcerias e Investimentos lançado por Temer

O presidente Jair Bolsonaro afirmou na manhã desta quinta-feira, 3, por meio de sua conta no Twitter, que seu governo espera atrair 7 bilhões de reais em leilões de infraestrutura, com concessões de uma ferrovia, doze aeroportos e quatro terminais portuários.

“Com a confiança do investidor sob condições favoráveis à população resgataremos o desenvolvimento inicial da infraestrutura do Brasil”, escreveu o presidente na rede social.

O pesselista manterá o Programa de Parcerias e Investimentos (PPI) lançado por seu antecessor, o ex-presidente Michel Temer. O PPI, que ficava sob a Secretaria-Geral da Presidência da República no governo do emedebista, passou a ser atribuição da Secretaria de Governo, ocupada pelo general Carlos Alberto dos Santos Cruz na gestão de Bolsonaro.

No final de novembro, a Secretaria de PPI, então comandada pelo ex-ministro Ronaldo Fonseca, publicou o edital dos leilões de toda a estrutura anunciada por Jair Bolsonaro nesta quinta-feira, estimando que eles trariam investimentos de cerca de 6,4 bilhões de reais.

Os doze aeroportos estão divididos em três blocos, Nordeste, Sudeste e Centro-Oeste, com leilões previstos para 15 de março, na Bolsa de Valores de São Paulo. A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) prevê que as concessões rendam investimentos de 3,5 bilhões de reais nos terminais, distribuídos em Recife (PE), Maceió (AL), Aracaju (SE), Juazeiro do Norte (CE), João Pessoa (PB), Campina Grande (PB), Vitória (ES), Macaé (RJ), Cuiabá (MT), Sinop (MT), Rondonópolis (MT) e Alta Floresta (MT).

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, já afirmou que o novo governo pretende leiloar os aeroportos administrados pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) até o fim da gestão, incluindo os terminais de Congonhas, em São Paulo, e Santos Dumont, no Rio de Janeiro, os dois mais importantes geridos pela Infraero.

O PPI também publicou os editais dos leilões de 1.537 quilômetros da Ferrovia Norte-Sul, entre Porto Nacional (TO) e Estrela D’Oeste (SP), e de três terminais portuários, em Cabedelo (PB) e um em Vitória (ES).