Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bolsas da Ásia estendem perdas

Hong Kong sofreu por causa das preocupações sobre a desaceleração econômica chinesa

Os mercados asiáticos voltaram a apresentar queda nesta segunda-feira, a maioria deles por fatores internos. Não houve negociações nas Filipinas por ser feriado. A Bolsa de Jacarta, na Indonésia, foi prejudicada por problemas técnicos.

A Bolsa de Hong Kong sofreu com a fraqueza das ações relacionadas à China, por causa das persistentes preocupações sobre a desaceleração econômica chinesa. O Hang Seng caiu 0,4% e terminou aos 19.798,67 pontos.

Já as Bolsas da China estenderam as perdas e tiveram o pior resultado em mais de três anos e meio. Os temores sobre os lucros bancários se somaram às contínuas preocupações sobre a desaceleração da economia doméstica. O Xangai Composto caiu 1,7% e terminou aos 2.055,71 pontos, o pior fechamento desde 2 de fevereiro de 2009. O Shenzhen Composto baixou 2,2%, aos 852,34 pontos.

Em Taiwan, a Bolsa de Taipé fechou em baixa, com os investidores adotando cautela à espera do discurso do presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), Ben Bernanke, na sexta-feira. O índice Taiwan Weighted recuou 0,12%, aos 7.468,22 pontos.

A Bolsa de Seul, na Coreia do Sul, também fechou em ligeira baixa, influenciada pelas ações da Samsung, que recuaram 7,5% (maior queda porcentual em um dia em quase quatro anos) em virtude da batalha judicial da empresa com a Apple.

Ganhos robustos em ações de bancos, porém, deram sustentação ao mercado. O índice Kospi caiu 0,10%, aos 1.917,87 pontos.

Na Austrália, a Bolsa de Sydney fechou com leve recuo, influenciada pela Bolsa de Xangai que apresentou sua maior baixa em três anos e meio. O índice S&P/ASX 200 terminou com queda de 0,12%, aos 4.343,70 pontos.

(Com Agência Estado)