Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Bolsa sobe na expectativa sobre o novo Ministro da Fazenda

Ibovespa avançava mais de 3%, para 55.259 pontos, em meio às especulações sobre os nomes que formarão a equipe econômica da presidente Dilma Rousseff

Por Da Redação 21 nov 2014, 15h20

A Bolsa de Valores operava em alta nesta sexta-feira, em compasso de espera para o anúncio dos novos nomes que coordenarão a equipe econômica da presidente Dilma Rousseff. O principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo, o Ibovespa, subia 3,48%, para 55.259 pontos, máxima da sessão. Dilma Rousseff chegou a considerar o presidente do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco, para assumir o Ministério da Fazenda, mas o executivo recusou o convite. Em seguida, a presidente reeleita se reuniu com o ex-secretário executivo da pasta, Nelson Barbosa, além do ex-secretário do Tesouro, Joaquim Levy, e o atual presidente do Banco Central, Alexandre Tombini. A expectativa é que os três sejam os principais nomes da equipe da presidente. O anúncio da nova equipe deve sair após o fechamento da bolsa de valores, para que o mercado tenha o fim de semana para digerir a notícia.

Leia também:

Arno Augustin: o malvado favorito de Dilma Rousseff

Os bastidores do vai e vem ministerial: os feridos, os fortalecidos e os irritados

Tesouro desenha nova ‘contabilidade’ para pagar dívidas das elétricas

Dólar – Já o dólar operava em queda nesta sexta-feira, após a China reduzir as taxas de juros de referência de curto prazo. A moeda norte-americana recuava 2,23%, para 2,51 reais, em linha com o comportamento observado em outros países emergentes e dependentes de commodities. Em meio ao enfraquecimento da segunda maior economia do mundo, o Banco do Povo da China (PBoC, na sigla em inglês) cortou a taxa de juros de empréstimo de um ano em 0,4 ponto porcentual, para 5,6%, e a taxa de juros de depósito de um ano em 0,25 ponto porcentual, para 2,75%.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade

Publicidade