Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bolsa se aproxima de máxima histórica após indicações para BC e Tesouro

Para o mercado, permanência de Mansueto no Tesouro representa continuidade do trabalho pela aprovação da reforma da Previdência

O mercado reage bem à indicação de Roberto Campos Neto para a presidência do Banco Central. Diretor da tesouraria do Santander, o economista será sabatinado pelo Senado antes de assumir a vaga de Ilan Goldfajn na instituição.

Nesta sexta-feira, após o feriado da Proclamação da República, o dólar cai 1,28%, a 3,73 reais. Já o Ibovespa, principal indicador da B3, a bolsa de valores paulista, sobe 2,60%, a 88.207 pontos. O recorde foi batido no último dia 5, quando a bolsa alcançou 89.598 pontos.

A equipe econômica do governo de transição também confirmou a permanência de Mansueto Almeida como secretário do Tesouro Nacional.

“A manutenção de Mansueto também é bem-vista: significa a continuação do trabalho de aprovação da reforma da Previdência e outras mudanças na política fiscal, para reversão do déficit primário”, afirma a Guide Investimentos.

A corretora H.Commcor lembra que a preferência do mercado era pela continuidade de Ilan no BC. Mas a indicação de Campos Neto foi bem aceita. “Ao menos com a confirmação de Roberto Campos, as bandeiras de Ilan serão mantidas.”

Para justificar o otimismo com a indicação de Campos Neto, a corretora diz que ele “é um entusiasta do Banco Central independente e promete uma interação positiva com os mercados, esteve no Banco Santander nos últimos 16 anos onde era diretor da tesouraria e é muito próximo do guru Paulo Guedes.”