Clique e assine com 88% de desconto

BC dos EUA decide manter a taxa de juros da economia

Na última reunião do ano, o Federal Reserve interrompeu a sequência de cortes e decidiu pela manutenção do juro no intervalo de 1,50% e 1,75%.

Por Larissa Quintino - 11 dez 2019, 16h26

O Federal Reserve (FED, banco central dos EUA) manteve esta quarta-feira, 11, os juros da economia americana. Com isso, a taxa básica dos EUA continuou fixada num intervalo entre 1,50% e 1,75%. A decisão interrompe a sequência de três revisões consecutivas nos juros.

Em comunicado, o FED afirma que resolveu manter os juros por julgar “que a posição atual da política monetária é apropriada para apoiar a expansão sustentada da atividade econômica, as fortes condições do mercado de trabalho e a inflação”. Segundo o BC americano, os ganhos de emprego foram sólidos e a inflação continua controlada, mas os investimentos das empresas e as exportações continuam baixos.  O FED não sinalizou se partirá para mais cortes no próximo ano.

A decisão segue em linha com a estimativa do mercado. Na última reunião, em outubro, quando cortou a taxa em 0,25 ponto porcentual,  o banco central já tinha sinalizado que após o terceiro corte do ano poderia interromper o ciclo de revisões. 

O primeiro corte da sequência aconteceu em 31 de julho,primeiro em mais de uma década. O outro corte, pelo mesmo valor, ocorreu em 18 de setembro. Os tímidos cortes fizeram com que o presidente americano criticasse diversas vezes o chefe do FED, Jerome Powell pelo conservadorismo.

Publicidade

Ainda nesta quarta-feira, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, deve decidir sobre a taxa básica de juros da economia brasileira. E expectativa do mercado é que haja um corte de meio ponto porcentual, derrubando a taxa de 5% para 4,5%.

Publicidade