Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

BC: Brasil deve crescer cerca de 3% em 2011

A crise internacional foi apontada como um dos motivos da queda na projeção de crescimento econômico

Assim como o último Boletim Focus, divulgado nesta segunda-feira, já tinha apontado, o Banco Central (BC) também sinaliza uma revisão para baixo do crescimento do país em 2011. O diretor de Política Econômica da autoridade monetária, Carlos Hamilton Araújo, disse que o Brasil deve crescer “em torno de 3%” em 2011 e que esse cenário é importante diante das turbulências externas atuais. No último relatório de inflação do BC, a projeção de crescimento da economia brasileira era de 3,5%.

“Nós certamente vamos ter uma taxa de crescimento do PIB para este ano em torno de 3%”, afirmou o diretor durante evento sobre risco em São Paulo. “Nós vivemos num mundo extremamente complexo. Colocando tudo isso, na minha visão, uma taxa de crescimento de 3 a 3,5% é um resultado bastante importante e precisa ser comemorado”, acrescentou ele, que não fez nenhuma estimativa de crescimento da atividade em 2012.

O diretor disse ainda que demanda doméstica mostrou moderação ao longo do ano, “no passo planejado” pelo BC ao adotar no final de 2010 medidas para desaquecer a economia e, assim, diminuir a pressão inflacionária. Na visão dele, embora a inflação em 12 meses permaneça elevada, as recentes leituras mensais têm ficado em níveis mais moderados.

De acordo com o último Boletim Focus, a projeção para o crescimento do PIB em 2011 ficou em 2,97%, ante 3,09% no documento anterior. É a primeira vez no ano que os analistas consultados pelo BC estimam uma taxa de crescimento menor que 3%.

(Com Reuters)