Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Balança comercial tem maior superávit para março desde 1989

Exportações superaram importações em 4,43 bilhões de dólares no mês passado, acumulando saldo positivo de 8,39 bilhões de dólares no primeiro trimestre

A balança comercial brasileira registrou superávit de 4,43 bilhões de dólares em março, o maior para esse mês desde 1989, divulgou o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior nesta sexta-feira. O resultado foi melhor que o esperado por economistas. Em pesquisa da agência Reuters, analistas estimavam que o saldo no mês ficaria positivo em 3,9 bilhões de dólares.

Com isso, o saldo comercial do país ficou positivo em 8,39 bilhões de dólares no primeiro trimestre deste ano, melhor desempenho para o período desde 2007, quando o superávit foi de 8,7 bilhões de dólares. Há um ano a balança comercial tem ficado no azul, em grande parte devido à recessão e à alta do dólar, que fazem as importações a caírem em ritmo mais acentuado que as exportações.

A dinâmica se repetiu no mês passado, quando as importações somaram 11,55 bilhões de dólares, queda de 30% sobre março de 2015, pela média diária. As vendas externas, por sua vez, ficaram em 15,99 bilhões de dólares, recuo de 5,8% na mesma base de comparação.

Em março, as importações caíram em todas as categorias, com destaque para combustíveis e lubrificantes, com queda de 40,8% ante igual mês do ano passado, principalmente em função de preços menores de gás natural, carvão, petróleo em bruto e óleos combustíveis. Também mostraram recuo os bens de consumo (-31%), bens intermediários (-28,3%) e bens de capital (-26,8%).

Após as exportações superarem as importações em 19,7 bilhões de dólares em 2015, o Banco Central melhorou a projeção de superávit comercial neste ano, a 40 bilhões de dólares, frente a 30 bilhões de dólares.

Leia mais:

Para reduzir custos, Petrobras aprova plano de demissão voluntária

Estados e municípios poderão usar fundo de previdência federal

(Com Reuters)