Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Articulação de Bolsonaro faz Ibovespa subir e voltar aos 97 mil pontos

Dólar fecha aos R$ 3,87, com desvalorização de 1% na semana

Atitudes do presidente Jair Bolsonaro para articular a reforma da Previdência deram um ânimo ao mercado financeiro. O Ibovespa subiu 0,83% nesta sexta-feira, 5, para 97.108,17 pontos, acumulando valorização de 1,78% nesta semana. O índice não alcançava os 97.000 pontos há 10 pregões.

Os investidores enxergaram uma mudança na postura de Bolsonaro. “O presidente teve uma agenda bem consistente em articulação política desde que voltou de sua viagem a Israel”, afirma o economista da Necton, André Perfeito.

O presidente já se encontrou com os líderes dos partidos do PSDB, MDB, PP, PRB, PSD e DEM, para discutir uma possível base aliada. Apesar do novo ânimo, o mercado está atento aos novos passos do presidente. “Bolsonaro acabou de voltar, vão surgir outros problemas, e aí nos interessa saber como ele vai lidar”, diz Perfeito.

No cenário externo, o mercado financeiro aguarda a articulação entre os Estados Unidos e a China. Na véspera, o presidente norte-americano declarou que existe grande chance de um acordo comercial acontecer, o que estimulou os mercados.  

Câmbio

O dólar subiu 0,4% nesta sexta-feira, 5, alcançando os 3,87 reais em seu valor de venda. No acumulado da semana, a moeda apresentou queda de 1,02%.

Para Thiago Salomão, analista da Rico Investimentos, a divisa norte-americana não conseguirá cair além da faixa dos 3,85 reais. O mercado está mais otimista em relação às novas regras da aposentadoria, mas, para ter baixas significativas, o dólar tem necessidade de fluxo estrangeiro vindo para o país, segundo o analista. “O investidor estrangeiro precisa de algo concreto para se apoiar em relação à reforma. Um cenário positivo não basta.”