Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Aplicativo suspende opção de escolher motorista mulher

99 informa que serviço voltará a ser oferecido, mas não informou quando

A opção de escolher aplicativos que oferecem a possibilidade de fazer a corrida com uma motorista mulher está ainda mais rara. A 99 suspendeu esse serviço no fim de janeiro, quando lançou a nova versão do aplicativo.

Outras empresas, como Cabify e Uber, trabalham com motoristas mulher, mas não oferecem a chance de escolher o prestador de serviço por gênero. Entre os aplicativos que trabalham exclusivamente com mulheres estão a Lady Driver e FemiTaxi.

Segundo a 99, o opcional ‘motorista mulher’ funcionava antes apenas em São Paulo e Rio de Janeiro. “O opcional é uma prioridade para a 99. Em breve, ele será expandido para todo o Brasil por meio da nova versão do aplicativo”, informa a companhia.

A 99 diz que montou uma equipe de mais de 30 pessoas especializadas em segurança, inclusive com pessoal oriundo da central de atendimento 190 da Polícia Militar. “Entre os recursos, destaque para a inteligência artificial da 99 também monitora o perfil dos passageiros e todas as corridas em tempo real e um  canal de atendimento exclusivo para casos de segurança.”

As empresas de aplicativo não divulgam o porcentual de motoristas mulheres entre seus prestadores de serviço. Nos Estados Unidos, mais de 1,361 milhões de condutores cadastrados na Uber são homens. As mulheres totalizam 512.185 mil motoristas. No ano passado, a Uber informou que era a única fonte de renda para 47% de motoristas mulheres.

Também no ano passado, a 99 informou que a criação do opcional mulher atendeu a uma reivindicação do próprio público da empresa.