Clique e assine a partir de 9,90/mês

Antes da Black Friday, Procon alerta: 325 sites devem ser evitados

Órgão de proteção ao consumidor ampliou sua lista sobre endereços eletrônicos que são alvo de muitas reclamações de consumidores e podem apresentar problemas

Por Da Redação - 28 nov 2013, 21h01

Com as atenções de muitos consumidores brasileiros voltadas à Black Friday, campanha do varejo eletrônico brasileiro que acontecerá a partir de meia noite desta sexta-feira, a Fundação Procon-SP ampliou sua lista de sites que devem ser evitados. Os endereços citados pelo órgão de defesa do consumidor receberam centenas de reclamações – muitas delas alegando a inidoneidade das empresas.

Alguns dos sites recentemente incluídos são Baratoajato.com.br, Myamivendas.com, Miamicelular.com. Confira a lista completa.

Segundo o órgão, esses fornecedores não responderam ou não foram encontrados para se explicar sobre as inúmeras reclamações de seus clientes que foram recebidas.

Leia também:

Continua após a publicidade

Procon notifica empresas que participam do ‘Black Friday’

Propaganda enganosa aumentou em varejistas que participam da Black Friday

Empresas devem faturar até R$ 340 milhões com a Black Friday no Brasil ​

Organizadores tentam evitar que Black Friday vire mico

Publicidade