Clique e assine a partir de 9,90/mês

Andaluzia pede ajuda de 4,9 bilhões de euros

Outras cinco regiões espanholas já anunciaram pedido de ajuda financeira: Valência, Múrcia, Castela-Mancha, Ilhas Canárias e Catalunha

Por Da Redação - 8 out 2012, 19h11

A região autônoma espanhola de Andaluzia formalizou nesta segunda-feira seu pedido de ajuda no valor de 4,9 bilhões de euros (cerca de 6,35 bilhões de dólares) ao governo central para sobreviver à crise financeira, informou uma fonte oficial. A mais povoada das regiões autônomas da Espanha, a Andaluzia, já tinha indicado em setembro que precisaria de ajuda por causa das dívidas contraídas e por uma taxa de desemprego que já alcança 33,9%.

“O Conselho enviou esta tarde uma carta ao Ministério da Fazenda. Solicitamos oficialmente”, disse a porta-voz do Conselho da Fazenda de Andaluzia, Antonia Peinado. “Pedimos 4,906 bilhões de euros”, acrescentou. As regiões autônomas espanholas, que controlam seus orçamentos de educação e saúde, são o principal foco de preocupação no país para estabilizar as finanças públicas, em um cenário de medo generalizado de que o próprio Estado espanhol tenha que pedir ajuda.

Outras cinco regiões já anunciaram que precisam de fundos de ajuda financeira: Valência, Múrcia, Castela-Mancha, Ilhas Canárias e a região da Catalunha, que já começou a receber esses recursos. De acordo com Peinado, a Andaluzia espera que a ajuda comece a chegar “rapidamente”. “Pelo que vimos na Catalunha, falta pouco”, disse.

Leia também:

Continua após a publicidade

Espanha tem novo dia de protestos contra cortes

Espanha apresenta plano para orçamento de 2013

Canárias são a 5ª região espanhola a pedir ajuda financeira

Continua após a publicidade

Presidente catalão critica divisão de metas de déficit

(com Agence France-Presse)

Publicidade