Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ações e euro caem por decepção com o Fed e leilão da Espanha

NOVA YORK, 4 Abr (Reuters) – As ações globais caíam mais de 1 por cento e o euro recuava para uma mínima de três semanas contra o dólar nesta quarta-feira depois que o banco central dos Estados Unidos esfriou as esperanças de mais estímulo econômico, sublinhando sua divergência em relação a uma Europa que enfrenta recessão.

Declarações do presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, de que o cenário econômico da zona do euro está sujeiro a riscos de desaceleração ligados à crise de dívida e aos preços das commodities, adicionaram pressão sobre o euro, juntamente com um fraco leilão de bônus da Espanha.

Os comentários de Draghi vieram em uma entrevista coletiva depois que o BCE anunciou sua decisão de manter as taxas de juros em mínimas recordes, como amplamente esperado.

A ata da reunião de março do Federal Reserve (banco central dos EUA), divulgada na terça-feira, sugeriu que o apetite por mais uma dose de afrouxamento quantitativo, chamado QE3, diminuiu.

Nesta quarta-feira, dados mostraram que os empregadores dos EUA criaram 209 mil postos de trabalho no setor privado em março, ligeiramente acima das previsões. Um relatório separado mostrou que o ritmo de crescimento do setor de serviços dos EUA desacelerou em março.

“Minha conclusão é que a tendência de crescimento do emprego que temos visto ao longo do último ano continuará, e nós provavelmente veremos na sexta-feira um número respeitável de vagas no relatório de emprego do Departamento do Trabalho que exclui o setor agrícola “, disse o estrategista-chefe de mercado da DA Davidson & Co em Lake Oswego, Oregon, Fred Dickson.

As bolsas dos EUA ficarão fechadas pelo feriado da Páscoa na sexta-feira, quando deve ser divulgado o relatório mensal de emprego dos EUA, um dos mais observados indicadores econômicos do país.

Já a Espanha, que segue firme no cume da crise que atinge a zona do euro, viu os custos de seus empréstimos saltarem em um leilão de títulos nesta quarta, atraindo a atenção dos mercados para o Banco Central Europeu (BCE), que como esperado, manteve inalterada a taxa de juros em mínima recorde de 1 por cento.

Os mercados norte-americanos abriram em forte baixa, enquanto os globais caíam 1,87 por cento, às 12h23.

No mesmo horário, o índice Dow Jones recuava 1,05 por cento, para 13.060 pontos, o Standard & Poor’s 500 perdia 1,08 por cento, aos 1.398 pontos e o Nasdaq caía 1,64 por cento, aos 3.062 pontos.

O índice FTSEurofirst 300 das principais ações europeias encerrou o dia em baixa de 2,l3 por cento, aos 1.049 pontos, segundo dados preliminares.

Já o euro era cotado a 1,3130 dólar, em queda de 0,76 por cento.

(Reportagem de Caroline Valetkevitch, com Simon Jessop em Londres, e Nick Olivari e Angela Moon em Nova York)

REUTERS HB FR