Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ações despencam na UE com plano de referendo na Grécia

Surpresa com o projeto espalhou o pânico aos investidores

As bolsas de valores europeias anularam boa parte dos ganhos de outubro nesta terça-feira, no pior dia em mais de um mês, após a surpresa com o projeto de um referendo na Grécia sobre a ajuda internacional ao país provocar intensas vendas em todos os setores. De acordo com dados preliminares, o índice FTSEurofirst 300 recuou 3,49%, para 961 pontos.

O CAC 40 da Bolsa de Paris perdeu 174,51 pontos ou 5,38%, fechando aos 3.068,33 pontos. Os papeis bancários perderam entre 15 e 17%.

O principal índice da Bolsa de Frankfurt, o DAX, perdeu 5%, aos 5.834,51 pontos. As ações do Commerzbank lideraram as perdas (-9,42%), ao passo que as do Deutsche Bank perderam 7,97% e as da companhia de seguros Allianz recuaram 7,95%.

O Footsie-100 dos principais valores da Bolsa de Londres perdeu 122,65 pontos, 2,21%, fechando aos 5.421,57 pontos.

O Ibex 35 da Bolsa de Madri perdeu 4,19% no fechamento, aos 8.579,6 pontos, em um mercado em pânico que obrigou o Banco Central Europeu (BCE) a comprar títulos da dívida espanhola e italiana para prevenir o contágio da crise.

Já o FTSE Mib da Bolsa de Milão, perdeu 6,80%, para 14.928 pontos. Entre as principais baixas do índice estiveram Intesa Sanpaolo (-16,03%), a 1,084 euro; UniCredit (-12,09%), para 0,7455 euros; e Banca Monte dei Paschi di Siena (-9,99%), aos 0,3045 euros.

A Bolsa de Atenas fechou com perdas de 6,92%, com o índice Athex dos principais valores aos 752,65 pontos, arrastada também pelo recuo dos valores bancários.

(com Agence France-Presse, Reuters e EFE)