Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ações da Vale abrem em baixa de 4% após rompimento de barragem da Samarco

As ações da Vale abriam o pregão desta sexta-feira em queda de 4%, com o mercado reagindo ao rompimento da barragem de rejeitos da Samarco, que paralisou a unidade da empresa em Mariana (MG) e deixou ao menos dois mortos e dezenas de desaparecidos. A Samarco é formada por uma união operacional (joint venture) entre a Vale e a australiana BHP.

Em relatório, o Citigroup afirmou que o acidente na barragem pode provocar um short squeeze (movimento rápido de forte alta devido à cobertura de posições) no preço do minério de ferro, dado o consenso de que o preço da commodity ficará abaixo de 45 dólares por tonelada no curto prazo. “A produção da empresa corresponde a aproximadamente 2% do mercado global”, diz a nota.

A Samarco é a décima maior exportadora do país. A empresa produz as chamadas “pelotas”, pequenas esferas de minério de ferro concentrado usadas na produção de aço. A empresa tem capacidade de produzir 30,5 milhões de toneladas anuais, que são exportadas para mais de 20 países.

Leia mais:

“Obra tinha problema ou foi mal feita”, diz especialista sobre rompimento de barragem

Samarco é a décima maior exportadora do país

(Com Reuters)