Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Acessos em telefonia móvel no País em 2011 soma 242,2 mi

Por Ayr Aliski

Brasília – O Brasil terminou o ano de 2011 com 242,231 milhões de acessos na telefonia móvel, informou hoje a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Houve, portanto, um total de 39,287 milhões de novas habilitações durante o ano passado, o que representou crescimento de 19,36% ante o total de 202,944 milhões de acessos registrados ao final de 2010. Somente no mês passado entraram no mercado 6,147 milhões novos acessos móveis.

Em números absolutos, os mais de 39 milhões de novas habilitações no ano representaram um recorde, destaca a Anatel. Em 2010, por exemplo, foram habilitados 28,984 milhões de novos acessos móveis. Em 2009, foram 23,317 milhões de novas habilitações. Em 2008, 29,661 milhões de novos acessos entraram em operação.

A “teledensidade” chegou a 123,87 acessos móveis para cada grupo de cem habitantes ao final do ano passado, considerando a média de todo o País. No final de 2010, informa a Anatel, eram 104,68 acessos para cada cem habitantes. Houve, portanto, um crescimento de 18,33%.

A Unidade da Federação com o maior adensamento de celulares em relação à população no final de 2011 foi o Distrito Federal, com 212,27 acessos móveis para cada cem habitantes, ou seja, mais de dois celulares para cada brasiliense. Em São Paulo, a teledensidade fechou o ano passado na marca de 142,55 acessos móveis para cada cem habitantes. O menor índice foi registrado no Maranhão, com teledensidade de 80,39 acessos móveis para cada cem habitantes ao final de 2011.

Quanto à forma de pagamento preferida pelos brasileiros para garantir o acesso ao serviço de telefonia móvel, o pré-pago manteve a liderança. A Anatel informa que, em 2011, do total de acessos em operação no país, 191,2 milhões eram pré-pagos (81,81%) e 44 milhões, pós-pagos (18,19%). Em 2010, eram 167,1 milhões de acessos pré-pagos (82,34%) e 35,8 milhões de pós-pagos (17,66%). Porcentualmente, portanto, os pós-pagos conquistaram um pequeno avanço de um ano para outro.

A Anatel destaca ainda que os terminais 3G, que permitem acesso à banda larga móvel, somaram em 2011 mais de 41,1 milhões de acessos. Isso representa um crescimento de 99,31% no ano, pois eram 20,6 milhões de acessos 3G no final de 2010.

Na divisão de mercado, a Vivo liderou o ranking, com 71,553 milhões de acessos no final do ano passado, ou seja, com uma participação de 29,54%. A Tim ficou em segundo lugar, com 64,083 milhões de acessos e 26,46% de mercado. A Claro ficou com a terceira posição, com 60,379 milhões de acessos, ou seja, 24,93% de participação. A Oi obteve o quarto lugar, com 45,484 milhões de acessos, ou 18,78% de mercado. CTBC e Sercomtel ficaram no fim do ranking.