Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

49% cancelaram viagem de feriado após greve dos caminhoneiros

Dos que pretendiam viajar, apenas 20,4% mantiveram seus planos inalterados após a greve dos caminhoneiros

Por Redação 4 jun 2018, 16h14

A greve dos caminhoneiros, que durou dez dias, afetou os planos de viagem no feriado de Corpus Christi de milhares de brasileiros. Sondagem realizada pelo Conselho de Turismo da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), em parceria com o site Viaje na Viagem, aponta que 49,1% dos viajantes brasileiros que pretendiam passar o feriado em outra cidade cancelaram seus planos.

O problema é que a maioria dos motoristas estava com dificuldade para abastecer o carro, o que comprometia viagens de carro. Por falta de combustível, muitas empresas aéreas também cancelaram voos.

  • De acordo com a pesquisa, 46,6% dos entrevistados tinham planos definidos de viagem. Desse total, apenas 20,4% mantiveram suas viagens inalteradas. Outros 12,4% responderam que dependiam de conseguir combustível para seu veículo, e 4,5% aguardavam confirmação do voo.

    A maioria (83%) das pessoas que tiveram os planos alterados iria viajar de carro para cidades próximas (até 200 quilômetros de distância), sendo que 61,6% iriam se hospedar em casas próprias ou de amigos e parentes. Outros 33% ficariam em hotéis e pousadas.

    O levantamento foi feito com base em um questionário, respondido por mil pessoas de todo o país, disponibilizado pelo site na quarta-feira, dia 30 de maio, véspera do feriado prolongado.

    De acordo com a pesquisa, 17,2% das pessoas que cancelaram seus planos pretendiam gastar até 300 no feriado prolongado, enquanto 18,2% queriam desembolsar até 600 reais.

    Continua após a publicidade
    Publicidade