Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Temer, há um ano, sobre reajuste do combustível: ‘O povo vai entender’

Hoje, de joelhos para os caminhoneiros, o presidente voltou atrás

Por Gabriel Mascarenhas Atualizado em 29 Maio 2018, 10h54 - Publicado em 29 Maio 2018, 07h27

Michel Temer calculou mal, muito mal os efeitos de uma política apoiada em reajustes diários do preço dos combustíveis e aumento de impostos.

Há aproximadamente um ano, em julho de 2017, o presidente tentava explicar o recente aumento do PIS/Cofins.

Pode parecer piada, mas, na ocasião, ele previa que o brasileiro iria ser condescendente com a medida.

“O povo vai compreender, porque esse é um governo que não mente. Não dá dados falsos. É um governo verdadeiro”, bradou Temer, cheio de confiança.

Os caminhoneiros não só não compreenderam, como puseram o governo de joelhos e obrigaram o presidente da República a voltar atrás.

Continua após a publicidade

Publicidade