Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Medidor de privatizações da Petrobras aponta R$ 198 bi em venda de ativos

Instrumento será lançado pelo Observatório Social da Petrobras nesta quarta (16)

Por Laísa Dall'Agnol Atualizado em 15 jun 2021, 16h39 - Publicado em 15 jun 2021, 16h35

O Observatório Social da Petrobras lança nesta quarta o Privatômetro, instrumento que funcionará como espécie de raio-x das privatizações da companhia.

Uma das informações da página é a soma que as últimas gestões da empresa arrecadaram com a venda de ativos.

Segundo o Privatômetro, de 2015 até março deste ano, o plano de desinvestimentos atingiu mais de R$ 198 bilhões — em valores atualizados pela inflação.

De acordo com o OSP, o montante equivale ao dobro do lucro que os cinco maiores bancos do país tiveram em 2019.

Segundo a estatal, o programa de desinvestimentos visa reduzir a dívida da empresa e maximizar os recursos dos seus investidores, focando nos ativos que geram mais valor para a companhia e vendendo aqueles menos lucrativos.

O Privatômetro do OSP foi elaborado pelos economistas Eric Gil Dantas e Tiago da Silva Silveira, do Instituto Brasileiro de Estudos Políticos e Sociais .

O espaço foi criado para informar a população sobre os ativos da Petrobrás que estão sendo privatizados, os valores que essas transações envolvem e as consequências dessas negociações para o país, dizem os economistas.

Os dados disponibilizados no Privatômetro serão atualizados trimestralmente, na sequência da publicação dos resultados da estatal. Também serão divulgadas, periodicamente, pesquisas relacionadas aos ativos que estão em processo de privatização.

Continua após a publicidade
Publicidade