Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Livro reúne dicas de negócios de Warren Buffet e outros bilionários

Jornalista americano passou 25 anos ouvindo os maiores ricaços

Por Lucas Vettorazzo Atualizado em 14 jul 2021, 18h11 - Publicado em 3 jul 2021, 18h00

A Sextante prepara para o mês que vem o lançamento de “Ricos, sábios e felizes”, livro que reúne uma série de dicas e ensinamentos de bilionários sobre como se dar bem nos negócios e manter alguma sanidade mental no caminho. 

Entre os bilionários que compartilham seus conhecimentos no título estão os americanos Warren Buffett (foto), eleito o homem mais rico do mundo em 2008 e dono atualmente de um patrimônio estimado pela Forbes em mais de 100 bilhões de dólares, e Howard Marks, co-fundador da empresa de gestão de ativos Oaktree, uma das maiores investidoras de capital de risco do mundo.  

O jornalista William Green passou 25 anos entrevistando os maiores ricaços e personalidades do mercado financeiro e as compilou na publicação, que terá uma primeira tiragem de 12 mil exemplares. 

+ VEJA RECOMENDA | Conheça a lista dos livros mais vendidos da revista e nossas indicações especiais para você.

O livro apresenta tópicos que podem ser triviais para iniciados no assunto, como a dica de Buffett de manter sempre liquidez suficiente para não sermos forçados a vender ações (ou qualquer outro ativo em dificuldade) no meio de uma crise. Ou a dica do financista francês Jean-Marie Eveillard, de que é importante não se endividar excessivamente porque, segundo ele, a dívida corrói nossa “força para resistir”.

Outros pontos são menos óbvios, como a parte em que Buffett explica que os tipos de investidores que ele mais admira “têm tendência a ser heroicamente inativos, não porque sejam preguiçosos, mas porque reconhecem as vantagens da paciência”. 

Os super ricos atentam ainda para o risco de a pessoa se comportar de forma antiética ou inescrupulosa para alcançar um retorno espetacular, mesmo atuando na área em que o comportamento egoísta é a norma e que impera a lógica do capitalismo selvagem.

Continua após a publicidade

Publicidade