Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Conheça as novas rotas do consumo de vinho em tempos de isolamento social

Comércio aumentou 95% em relação ao ano passado.

Por Manoel Schlindwein Atualizado em 11 set 2020, 14h03 - Publicado em 14 set 2020, 18h32

Em tempos estranhos como esses da pandemia, há quem faça de tudo para manter os hábitos de outrora. O vinho celebra a vida e afasta os problemas do cotidiano – nada mais natural do que recorrer a uma boa garrafa seja onde estiver.

Uma pesquisa observou que os apreciadores que saíram das metrópoles rumo ao interior ou litoral nos últimos meses mantiveram seus hábitos de consumo. O e-commerce Evino investigou o consumo da bebida em mais de 20 das principais cidades de veraneio em São Paulo e Rio de Janeiro, como Guarujá, Campos do Jordão, Paraty e Cabo Frio, e notou um crescimento de 95% nos pedidos feitos entre março e julho deste ano em relação ao mesmo período em 2019.

O mês de agosto manteve a mesma tendência, com aumento de 85,7% nas vendas em relação ao ano anterior. O total de garrafas importadas pela Evino entre janeiro e junho deste ano aumentou 73% entre em comparação ao mesmo período de 2019.

Publicidade