Clique e assine com até 92% de desconto
Radar Econômico Por Machado da Costa Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças.

Via Varejo tenta comprar ativos da Livraria Saraiva

Companhia está em recuperação judicial e em busca de compradores; vendas dependem de aprovação do Judiciário

Por Machado da Costa Atualizado em 5 out 2020, 12h01 - Publicado em 5 out 2020, 11h57

Conforme uma petição protocolada pelos advogados da Livraria Saraiva, na última sexta-feira, 2, a Via Varejo, holding que comanda as marcas Casas Bahia e Ponto Frio, mostrou-se interessada na compra de ativos da empresa, que está em recuperação judicial. Qualquer negócio feito pela livraria depende de aprovação judicial. O alvo do interesse da Via Varejo é o centro de distribuição da livraria, localizado em Cajamar, no interior de São Paulo, segundo a petição, que não fala em valores ou dá prazos para a negociação. Segundo a Via Varejo, o interesse maior está nos equipamentos do centro de distribuição.

A Saraiva, por enquanto, continua sem interessados firmes pela empresa. Contudo, o Radar Econômico apurou que importantes varejistas, como a própria Via Varejo e outras buscaram informações sobre o processo de recuperação judicial para avaliar um possível negócio. Quando questionada se a Via Varejo estava interessada na aquisição da livraria, a empresa não quis se posicionar.

Uma assembleia de credores da Saraiva deve ser realizada ainda neste mês para definir como será o plano de reestruturação da companhia.

  • + Siga o Radar Econômico no Twitter

    Continua após a publicidade
    Publicidade