Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

Por que os políticos estão de olho nas parcerias do BRB com Wiz e Genial

Banco de Brasília fechou parcerias estratégicas nas áreas de seguro e de gestão de investimentos

Por Josette Goulart Atualizado em 3 Maio 2021, 17h38 - Publicado em 3 Maio 2021, 14h41

O Banco de Brasília (BRB), comandado por Paulo Henrique Costa, ex-Caixa e ligado ao senador e presidente do Progressistas (PP), Ciro Nogueira, virou assunto nas rodas políticas depois que anunciou duas parcerias, na semana passada. Uma delas foi com a Wiz, corretora de seguros que tem como acionista minoritário a Caixa e que foi alvo de operação da Polícia Federal, em novembro do ano passado. Os ex-administradores da Wiz estariam negociando uma delação que pode pegar em cheio três partidos: PP, MDB e PT. Mas a atual gestão da Wiz demitiu todos os então envolvidos nas denúncias, contratou uma investigação interna independente e não botou empecilhos para se investigar nada. Inclusive, recentemente, permitiu que os investigadores alargassem o escopo original da investigação.

A outra parceria que chamou a atenção dos políticos foi com a Genial Investimentos, empresa do Grupo Plural, que é o banco de origem de Pedro Guimarães, atual presidente da Caixa. A Genial será o parceiro estratégico nos negócios de gestão e administração de recursos de terceiros, e das atividades de distribuição e corretagem de títulos e valores mobiliários.

Publicidade