Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

Mastercard desiste de patrocínio à Copa América

Empresa diz que fez análise criteriosa e não vai expor sua marca durante os jogos

Por Josette Goulart Atualizado em 8 jun 2021, 22h46 - Publicado em 8 jun 2021, 21h55

A Mastercard desistiu do patrocínio à Copa América que será realizada no Brasil a partir do próximo domingo. A decisão é a de não expor sua marca durante os jogos. “Após análise criteriosa, decidimos por não ativar nosso patrocínio à Copa América no Brasil”, disse comunicado enviado pela empresa após questionamentos do Radar Econômico. A empresa não explicou os motivos, mas foi questionada sobre o fato do evento ser realizado em meio à pandemia e a uma possível terceira onda da Covid-19. As polêmicas em torno do evento começaram quando o presidente Jair Bolsonaro aceitou a realização dos jogos no Brasil depois que Colômbia e Argentina decidiram não sediar a competição. A seleção brasileira chegou a ameaçar não participar do evento. Na CPI da Covid, nesta terça-feira, 8, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, foi pressionado sobre o assunto e, em outra frente, o Ministério Público Federal decidiu investigar a CBF, patrocinadores e os governos estaduais e municipais das sedes dos jogos por “atos violadores dos direitos à vida e à saúde”.

+Assédio e Copa América: patrocinadores e a crise com a seleção brasileira

 

Publicidade