Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

Carlos Wizard contrata advogado criminalista por conta da CPI

Empresário teve sigilo quebrado e passou à condição de investigado

Por Josette Goulart 23 jun 2021, 20h36

O empresário Carlos Wizard contratou o renomado advogado criminalista Alberto Zacharias Toron por conta da CPI da Covid. Wizard não compareceu à CPI quando foi convocado e agora será obrigado a comparecer. Ele ainda teve seu sigilo quebrado e entrou na lista dos investigados da Comissão, por supostamente participar de um gabinete paralelo da saúde. O empresário poderia ter algo a esclarecer sobre o que chamou de coisas obscuras e nebulosas que estavam acontecendo e impediam o governo de comprar vacinas, conforme disse em entrevista ao Radar Econômico, em abril. Wizard dizia que havia vacina disponível no mundo e defendia a compra pelo setor privado. Mas o empresário tem autorização do Supremo Tribunal Federal para ficar em silêncio.

A fervura da CPI levantou nesta quarta-feira, 23, justamente por conta de coisas nebulosas em torno da compra da vacina Covaxin. O deputado Luís Miranda (DEM-DF) disse que seu irmão, Luís Ricardo Miranda, servidor do Ministério da Saúde, sofreu pressão para dar aval para a compra da vacina Covaxin por meio de um intermediário, a empresa Precisa Medicamentos e que o presidente Jair Bolsonaro foi avisado. 

Publicidade