Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

A saraivada de sabatinas e reuniões para analisar escolhidos de Bolsonaro

Senado faz esforço concentrado para analisar dezenas de indicações, entre elas diretores do Banco Central, CVM e agências reguladoras

Por Josette Goulart Atualizado em 5 jul 2021, 07h38 - Publicado em 5 jul 2021, 07h35

O Senado vai ter uma semana intensa para aprovar dezenas de nomes indicados pelo presidente Jair Bolsonaro para os mais diferentes cargos em agências reguladoras, órgãos administrativos e tribunais. Na sexta-feira, o Planalto chegou a fazer indicações às pressas, em edição extra do Diário Oficial da União, para cargos na diretoria na Agência Nacional de Transportes (ANTT), Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq). O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, também decidiu na última hora, já no fim da sessão deliberativa de quinta-feira, que esta seria uma semana de esforço concentrado para a votação de autoridades, que exige a presença de senadores na casa e votação secreta. Ele também garantiu que se não der para votar tudo nesta semana, haverá outra semana de esforço concentrado depois do recesso.

O calendário começa nesta segunda-feira, 05, com reuniões para votar a indicação de ministros para o Superior Tribunal Militar (STM), o Tribunal Superior do Trabalho (TST),  as diretorias do Banco Central, do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), além da análise de indicação de uma diretora para a Instituição Fiscal Independente (IFI) do Senado. Depois ainda vai vão acontecer sabatinas e análises para avaliar os indicados para embaixadas brasileiras, para a Agência Nacional do Cinema (Ancine), ANTT, Anac, Antaq, Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Publicidade